h1

Geologia e Desenvolvimento Sustentável

10 Agosto 2005

:: Desenvolvimento Sustentável ::

No relatório «O nosso Futuro Comum» da Comissão Mundial para o Ambiente e o Desenvolvimento – 1987, a definição de Desenvolvimento Sustentável (DS) é a seguinte: “desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações para satisfazerem as suas próprias necessidades”.Esta definição pode ser descodificada, talvez de uma forma simplista, através do famoso ditado popular: «Não comas hoje as sementes que precisas para a sementeira de amanhã».


.: Princípios de Desenvolvimento Sustentável :.

Os Princípios de DS procuram promover um modelo de desenvolvimento que seja capaz de gerar riqueza, mas que em simultâneo contribua para a melhor qualidade de vida da sociedade como um todo. Este modelo não poderá pôr em causa o meio ambiente, nem o esgotamento dos recursos naturais, sociais, culturais e económicos.Pretende-se, desta forma, assegurar a Qualidade Ambiental, Económica, Social e Cultural das gerações futuras. A implementação destes princípios deve ser feita através de acções ao nível local. O lema do DS é: “Pensar globalmente, agindo localmente, para benefício de todos”.

:: Como pode um geólogo ajudar no Desenvolvimento Sustentável? ::

Notem que vou tentar responder, mesmo sem ter grandes conhecimentos de geologia. Em Portugal, existem sérios problemas relacionados com a construção em cima das dunas nas zonas litorais, com consequências para os proprietários e para os ecossistemas litorais. No Brasil, são conhecidos os problemas provocados pela desflorestação das florestas tropicais e consequências para os solos, para os ecossistemas tropicais e, neste caso, também ao nível de todo o planeta. Voltando a Portugal, estou agora mesmo a recordar-me do caso das gravuras paleolíticas do Vale do Côa, que uns dizem que têm que se proteger de uma maneira e outros de outra. Passados tantos anos depois de terem sido divulgadas ao mundo – ficaram famosas em 1994/95 (espero não estar enganada) – continuam imersas, não em água, mas em controvérsia.

Um geólogo pode ter um papel fundamental, com a sua contribuição, para o desenvolvimento e implementação de acções integradas junto das comunidades locais para se solucionar este e outro tipo de problemas. Como comunidades não se consideram apenas as pessoas, enquanto habitantes de determinado local. As comunidades locais são os habitantes, os estudantes e os professores de todos os graus de ensino, as autoridades, as autarquias/municípios e os empresários.

A comunidade local tem de ser chamada a intervir no debate dos problemas, nos processos de decisão e na colaboração da implementação de acções para a sua resolução. Estes processos requerem muito trabalho educativo e de sensibilização das populações. Requerem também muito tempo e paciência até apareceram resultados positivos. Já são promovidas acções planeadas de desenvolvimento sustentável em muitos países, incluindo em Portugal e no Brasil – podem ser consultadas mais informações nos links sugeridos em baixo.

Rita Caré

10 de Agosto de 2005

—————————————————————————————————————————

Mais informações

2 comentários

  1. aínda bem que existem mais pessoas com as mesmas preocupações. Além do dá-me lume, tb tenho o sosbixarada.blogs.sapo.pt , que também fala de ambiente e de “bixarada”. Obrigado pelo teu comment no dá-me lume…
    fica bem.


  2. gostei muito do asunto foi bem desenvolvido



Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: