Arquivos para a Categoria ‘Homens e Mulheres da Ciência’

h1

Science in School 6 e 7

21 Janeiro 2008

 

Science in School 6

‘Ask a scientist’ websites
Interview with Tim Hunt, Nobel Prize Medicine for descoveries on cell cycle

 

Science in School 7

What do we know about climate?
Free online teaching materials

 

h1

Habitat de uma química

19 Julho 2007

 

E assim vive uma investigadora de química
e muitos outros cientista e muitas pessoas com outras profissões.

Clicar na imagem para ver vídeo.

Via SeedMagazine

h1

12 Fevereiro – Dia de Darwin

12 Fevereiro 2007

 

I have called this principle, by which each slight variation,
if useful, is preserved, by the term Natural Selection.

Charles Robert Darwin in “The Origin of Species”

Charles Darwin (1809-1882) nasceu no dia 12 de Fevereiro de 1809. Nesse dia, mas no ano de 1859, Darwin publicou o famoso livro “A Origem das Espécies”, revolucionou para sempre o que se pensava sobre a Evolução das Espécies e divulgou o Princípio da Selecção Natural.

No dia 19 de Outubro de 2006, as obras completas do evolucionaista foram disponibilizados no website The Complete Work of Charles Darwin Online. É o maior catálogo bibliográfico e documental alguma vez publicado sobre a vida e obra de Darwin. Nunca, até hoje, se reuniu num único local com acesso gratuito, todos os documentos dispersos, muitos deles raros. Estão publicados o Diário do Beagle, cadernos de campo, diários pessoais e todas as imagens dos seus cadernos teóricos.

Mas até 9 de Fevereiro de 2009, dia em que se celebrará os 200 anos do seu nascimento e os 150 anos da publicação da Origem das Espécies, muito mais será publicado: outras edições, traduções, notas e milhares de manuscritos. No website existem 50.000 páginas de textos pesquisável e 45.000 imagens das publicações e dos manuscritos transcritos. Quase todo o material está disponível em formato de texto e de cópias a cores dos originais. O trabalho de Darwin está também disponível em ficheiros áudio MP3.

Este projecto tem o apoio do Centro de Investigação de Artes, Ciências Sociais e Humanidades da Universidade de Cambridge, Reino Unido.

Para além da documentação de Darwin estão disponíveis trabalhos de referência, revisões contemporâneas, obituários, descrições dos espécimes observados pelo investigador e outros estudos relacionados com o estudo da sua vida e da sua obra.

Caminhos para Conhecer Darwin e o Evolucionismo

- The Complete Work of Charles Darwin Online
- Darwin Correspondence Project
-
The writings of Charles Darwin on the web
-
Darwin Day Celebration
- Charles Darwin – Naturlink
- Evolucionismo – Cientic

h1

No DN – “Os cientistas têm de ser irreverentes e fazer perguntas o tempo todo”

6 Fevereiro 2007

 

Se estamos só sentados numa cadeira, não pensamos em nada.
É preciso fazer coisas e olhar para as coisas.

 

A ler no Diário de Notícias, uma entrevista de Filomena Naves a Tim Hunt, Prémio Nobel da Medicina em 2001.

O investigador esteve recentemente em Portugal no Ciclo Nobel – Colóquios da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

 

h1

Celebrando Carl Sagan (1934-1996)

20 Dezembro 2006

Há 10 anos Carl Sagan deixou-Nos.

Uma grande parte dos cientistas portugueses de hoje foram os miúdos dos anos 80 que se sentavam colados em frente da TV, deliciando-se com a série de TV “Cosmos”. Sagan foi também um dos mais importantes inspiradores da geração, que agora, contribui para divulgar o conhecimento científico e tecnológico.

A ver
Memorial a Carl Sagan no Celebrating Sagan

P.S. Não é de estranhar que a imprensa on-line se tenha esquecido desta data? É que até agora (13h) não há sinais de Sagan nos jornais e nas principais agências de comunicação.

 

 

h1

Medalhas Fields – “Nobel” da Matemática entregue hoje

22 Agosto 2006

As Medalhas Fields, prémios equivalentes ao Nobel para a área da Matemática, foram entregues hoje em Madrid pelo Rei D. Carlos de Espanha, no Congresso Internacional de Matemáticos.

Os vencedores são Andrei Okounkov da Universidade da Califórnia (Berkeley, USA), Terence Tao da Universidade da Califórnia (Los Angeles, USA), Wendelin Werner da Universidade de Paris (Orsey, França) e Grigory Perelman do Steklov Mathematics Institute (Rússia). Mas…

Mas Perelman, que resolveu em 2003 a famosa Conjectura de Poincaré – um problema matemático que esteve por resolver durante um século – declinou aquele que é considerado o prémio mais importante para a Matemática. Segundo a BBC News, o matemático, considerado um génio excêntrico, despediu-se do instituto onde investigava em Janeiro deste ano. Segundo a Revista New Scientist, Perelman que recusou o Prémio Clay, no valor de um milhão de dólares, confessou-se desiludido com a matemática.

Andrei Okounkov faz investigação na área da Geometria Algébrica, cruzando-a com a mecânica estatística da física.Wendelin Werner dedica-se também a cruzar saberes da área da matemática como o Movimento Browniano com a transição de fase, um fénomeno físico que descreve, por exemplo, a transição do estado líquido para o estado gasoso numa substância. Terence Tao tem apenas 31 anos, mas é considerado como uma das mentes matemáticas mais poderosas. O jovem dedica-se a desvendar teorias matemáticas relacionadas com a Relatividade e a Mecânica Quântica.

As Medalhas Fields são entregues de quatro em quatro anos a matemáticos com menos de 40 anos pelas suas extraordinárias contribuições científicas.

RC

Para conhecer mais

> Comunicados de Imprensa do ICM2006 e entrevistas aos premiados

h1

Código de Nabokov – Investigação em Borboletas

16 Agosto 2006

A actualidade deste post já não existe, mas possivelmente considerarão interessante este tema: Nabokov e as suas borboletas.

Há 100 anos em Junho de 1906, Vladimir Nabokov, então com 7, apanhou a sua primeira borboleta. Entre 1941 e 1948, colaborou como investigador convidado do Museum of Comparative Zoology, em Harvard, reorganizando a colecção de borboletas e publicando vários artigos científicos.

Durante o mês passado esteve patente ao público, no Museu de St. Petersburg uma exposição sobre os estudos de borboletas do escritor russo, conhecido mundialmente principalmente pelo seu livro Lolita.

A exposição teve como objectivo reconciliar as suas duas facetas, explorando a ligação entre o artista e o cientista. As imagens expostas foram complementadas com citações das suas obras, e criadas a partir de um microscópio, representando o que Nabokov observou durante o seu trabalho em Harvard.

RC
Imagem do Nabokv Museum

 

Para conhecer mais

> Nabokov Museum – Nabokv’s Code
> Pinning Nabokov’s prose to his science – Herald Tribune Internacional
> St. Petersburg Exhibition Shows Nabokov Under (and Behind) a Microscope – NYT

h1

Humanidade “pôs” o pé na Lua há 37 anos

21 Julho 2006

Fez ontem, 20 de Julho, 37 anos que o homem pisou a Lua primeira vez.

Esse homem foi Neil Amstrong e na altura disse que aquele era:

Um pequeno passo para um homem, mas um gigantesco salto para a Humanidade.

Ora ouçam lá as suas palavras originais na Wikipedia PT

Nesse dia 20 de Julho de 1969, Amstrong, Michael Collins e Edwin ‘Buzz’ Aldrin tripularam a Apollo 11 e ultrapassaram a imaginação de Jules Verne.

RC

Imagens: NASA

h1

Leituras – Espíritos Curiosos: Como uma criança se torna cientista

19 Julho 2006

Este livro de John Brockman Espíritos Curiosos – Como uma criança se torna cientista Espíritos Curiosos foi publicado pela editora Gradiva e parece ser uma tentação para uma agradável leitura nesta época de sol e praia.

É uma fascinante colectânea de ensaios de vinte e sete dos mais interessantes cientistas mundiais sobre os momentos e acontecimentos das suas infâncias que os induziram nos caminhos que acabariam por definir as suas vidas. Murray Gell-Mann, Freeman Dyson, Daniel C. Dennett e muitos outros autores contam as histórias divertidas e por vezes inspiradoras dos seus momentos decisivos. Para Paul Davies, físico teórico, tratou-se de uma vocação. Richard Dawkins, zoólogo, afirma ter adquirido a sua sensibilidade para o mundo natural graças às leituras de infância. Steven Pinker, psicólogo experimental e estudioso da linguagem, atribui as suas escolhas aos genes e ao acaso. Neste livro, a autobiografia esclarecedora alia-se à escrita científica de qualidade em ensaios que nos convidam a reflectir sobre aquilo que diferencia e desperta a mente científica.

RC

h1

Mulheres investigadoras nas empresas = €€€€€

15 Maio 2006

Recebi mesmo agora esta notícia fresquinha. Ao que parece a presença de mulheres investigadoras faz bem à saúde financeira das empresas.

"É benéfico para as empresas terem mulheres envolvidas nas suas áreas de investigação" disse o grupo Women in Science and Technology (WiST) num relatório apresentado hoje numa conferência da Comissão Europeia.

Para conhecer mais visite o Researchcafé

Rita Caré
Imagem adaptada da Microsoft

h1

Cientista e Homem – António Xavier (1943-2006)

9 Maio 2006

António Xavier, professor de Bioquímica da Universidade Nova de Lisboa e um dos fundadores do Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB), morreu ontem aos 62 anos.

Foi presidente do ITQB entre 1986 a 1998, publicou 220 artigos científicos ao longo de uma vida dedicada à ciência e é considerado como dos mais importantes cientistas na sua área, a bioinorgânica.

Num artigo publicado em Dezembro do ano passado, a revista Visão considerou-o como um dos dez heróis portugueses.

Uma comissão de cientistas internacionais iria atribuir a António Xavier a Medalha Eurobic8 (Eurobic Medal), da Society for Inorganic Biological Chemistry, em Julho deste ano. Esta distinção internacional na área da Bioquímica é atribuída, de dois em dois anos, a investigadores de renome internacional no campo da química bioinorgânica.

Rita Caré
Imagem – Ciência Hoje

Textos publicados sobre António Xavier

- Estamos de luto! A ciência nacional e internacional também!
- Nota biográfia de António Xavier
- Entrega da Medalha Eurobic8 ao Professor Doutor António Xavier, do ITQB
- Morreu António Xavier, fundador do ITQB – Era um dos maiores cientistas portugueses
- Morreu o cientista António Xavier
- Presidente da República lamenta morte do cientista António Xavier
- "Nature" revela importante descoberta de um grupo de cientistas portugueses

h1

Mia Couto contou histórias na “Biologia na Noite”

3 Maio 2006

:: Mia Couto contou histórias na “Biologia na Noite” ::

Mia Couto “Biólogo durante o dia e escritor à noite”, foi como o próprio se definiu. Trocou as duas facetas e escreveu de dia alguns rabiscos no quarto do hotel para a primeira conferência do ciclo Biologia na Noite, que se deu no passado dia 26 de Abril, e à noite foi biólogo. Tal contador que é, encantou uma plateia cheia de biólogos, e não só, com as suas histórias.

Tímido no início, Mia Couto começou por falar não da biologia como ciência, mas a relatar histórias sobre ela, sugerindo que a conferência se deveria intitular “Rios, cobras e camisas de dormir”.

A Ciência é apenas um caminho do saber e eu quero estar aberto a outras formas do conhecimento, por isso me considerar um indisciplinado e estar na Biologia apenas de passagem, confessou.

Durante uma hora, o escritor e biólogo riu, fez rir, contou histórias e no final respondeu às perguntas do público e foi presenteado com um poema de um estudante moçambicano, pintor e poeta.

Rita Caré

h1

Mia Couto, Mitos e Pecados de uma Indisciplina Científica

24 Abril 2006

:: Mia Couto, Mitos e Pecados de uma Indisciplina Científica ::
.: Conferência em Aveiro – 26 Abril – 21h30 :.

Mia Couto, conhecido pelas suas histórias contadas em livros, é também biólogo e vai estar em Aveiro no ciclo de conferências da 5ª edição da Biologia da Noite para falar sobre a indisciplina disciplinada dos biólogos, dos pecados e das mistificações da Biologia. A sua conferência irá decorrer, no dia 26 de Abril, no Centro Cultural e de Congressos de Aveiro a partir das 21h30. A entrada é gratuita, mas a pré-inscrição é obrigatória.

O escritor, ex-jornalista, biólogo e professor universitário nasceu em Moçambique, em 1955, dedica-se actualmente a dirigir uma empresa de impacto ambiental e a dar aulas de ecologia em diferentes faculdades da Universidade Eduardo Mondlane, durante os dias. e escreve à noite.

Mia Couto frequentou o curso de Medicina de 1971 e 1974, mas iniciou-se na actividade jornalista após a independência de Moçambique em 1975. Foi director de vários órgãos de comunicação social e abandonou a carreira jornalística em 1989, altura em que seguiu o curso de Biologia, especializando-se na área de Ecologia.

«Sou ecologista e faço investigação nas florestas das dunas costeiras. A ideia é procurar formas de apoiar as famílias que ali vivem explorando de maneira sustentável os recursos naturais. Vivo grande parte do tempo nessa floresta, evito propositadamente a cidade.» disse em Entrevista à Citi.

A sua actividade como escritor é a mais conhecida, dada a visibilidade que tem internacionalmente por ter recebido vários prémios literários. É o autor moçambicano mais traduzido e divulgado no estrangeiro, sendo um dos autores estrangeiros mais vendidos em Portugal – com mais de 400 mil exemplares – e algumas das suas obras foram adaptadas ao cinema. O segredo do seu sucesso parece ser o seu estilo muito próprio, com o qual inventa “estranhos” nomes para as suas personagens e termos e expressões que são o espelho da sua imaginação.

Para conhecer mais…
Mia Couto – Citi
- Mia Couto – Wikipedia
- Obras de Mia Couto
- Programa da Biologia na Noite 2006

Rita Caré

h1

23 Abril – Dia Mundial com Livros e Leituras – Nabokov, escritor e lepidopterologista

23 Abril 2006

:: 23 Abril – Dia Mundial com Livros e Leituras ::

Hoje celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. No blogue Comemorando lê-se que a ideia da comemoração desta data teve origem num antigo costume da Catalunha onde, neste dia se celebra São Jorge – padroeiro daquela província espanhola – e se recorda justamente o falecimento do escritor Miguel de Cervantes. De acordo com a tradição, por cada livro vendido neste dia, os livreiros oferecem uma rosa e muitas pessoas presenteiam livros e rosas a seus amigos e familiares. "Uma rosa por São Jorge, um livro por Cervantes, este é o lema."

O dia 23 de Abril é marcante, pois nessa data nasceram e morreram alguns escritores importantes para a literatura. Em 1616 desapareceram Cervantes (1547-1616), Shakespeare (1564-1616) e Inca Garcilaso de la Vega (1539-1616). Na mesma data, mas em 1899, nasceu Vladimir Nabokov.

.: Nabokov, escritor e lepidopterologista :.

Há 107 anos nasceu Vladimir Nabokov, conhecido escritor russo, que dedicou uma grande parte da sua vida aos insectos que sempre fascinaram o público pela sua extraordinária beleza e capacidade de voar. As borboletas fizeram parte importante da sua existência, tendo o escritor colaborado inclusivamente com o Museu de Zoologia Comparada de Harvard.

A sua história é contada no livro"Na Outra Margem da Memória – Autobiografia Revisitada", editado em Portugal pela Difel, que é considerado pela crítica uma obra de arte excepcional.

.: Livros com Nabokov, o Lepidopterologista :.

- Nabokov's Butterflies : Limited Edition
- Nabokov's Butterflies : Unpublished and Uncollected Writings
- Vladimir Nabokov: The Velvet Butterfly
- Nabokov's Butterfly: And Other Stories of Great Authors and Rare Books
- A guide to Nabokov's butterflies and moths
- Butterfly collecting in Wyoming, 1952
- On some Asiatic species of Carterocephalus ;: Lysandra cormion : a new European butterfly
- Revised evidence: Vladimir Nabokov's collection of inscriptions, annotations, corrections, and butterfly descriptions ; a collection of commemorative stamps … an exhibition of Vladimir Nabokov's library
- Nabokov's Blues: The Scientific Odyssey of a Literary

Mais Conhecimento
- Las mariposas segun Vladimir Nabokov – Radar
- Nabokov and His Beloved Blues Butterflies - Suite 101

 

Rita Caré

 

h1

Português coordena investigação na Antárctida

10 Janeiro 2006

.: Alterações Climáticas :.

:: Português coordena investigação na Antárctida ::

Um cientista português lidera, a partir de hoje, uma campanha internacional de investigação na Antárctida, a região da Terra que tem sido mais afectada pelas alterações climáticas. Gonçalo Teles Vieira, 34 anos, é investigador do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa. Esteve no Pólo Sul durante o seu doutoramento e esperou seis anos para lá voltar, como se lê num artigo da Visão. Agora irá, com uma equipa de espanhóis, suíços e alemães, concretizar o projecto “Permamodel”, nas ilhas Shetlands do Sul, até 18 de Fevereiro de 2006.

O projecto "é uma investigação internacional para estudar o 'permafrost', ou seja, solo ou rocha que permanece a temperaturas inferiores a 10 graus centígrados por períodos muito longos, e que portanto não funde", disse o cientista à Agência Lusa.

O principal objectivo da equipa é instalar um sistema de monitorização para medir temperaturas debaixo do solo, a vários metros de profundidade. Montando este sistema na Antárctida, ficará disponível uma rede de recolha de dados, no Pólo Norte e no Pólo Sul, que permitirá compreender a influência das alterações climáticas no solo gelado.

Segundo afirmou o investigador português à Agência Lusa, o conhecimento adquirido nesta investigação é importante, pois a temperatura do “permafrost” está ligada às alterações climáticas, que têm vindo a ser observadas, ao nível global, nos últimos anos. “Quando o solo está congelado não há trocas químicas entre o solo e a atmosfera”, o que faz dele um armazém de carbono. Se as temperaturas aumentarem, o permafrost derrete, o carbono liberta-se para a atmosfera, o que contribui ainda mais para o efeito de estufa e para o consequente aumento das temperaturas.

Além de estarem envolvidos em projectos de investigação científica, Gonçalo Teles Vieira e a sua equipa estabeleceram como prioridade a divulgação do continente Antárctico ao público.

O projecto Permamodel terá um diário de campanha disponível on-line que será actualizado diariamente no blogue http://blog.geographus.com. Algumas escolas, a Associação de Professores de Geografia e o Oceanário de Lisboa participarão nesta actividade com o objectivo de prepararem acções educativas a serem realizadas, em 2007-2008, durante as comemorações do Ano Polar Internacional.

Rita Caré

Fonte das Imagens:

Página Pessoal – Gonçalo Teles Vieira

Ano Polar no Sapo

Para Conhecer Mais…

 

 

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.